PPP Point Prevalence Survey

Mensurando a qualidade do uso de antimicrobianos.

Dados de Pesquisa de Ponto Prevalência (PPS, Point Prevalence Survey).

Examinamos maneiras de mensurar a quantidade de antibióticos usados, mas como a qualidade da prescrição pode ser contabilizada?

Lembre-se de que precisamos mensurar para melhorar, portanto, nos concentraremos na mensuração qualitativa usando Pesquisa de Ponto Prevalência (PPS) para avaliar a prescrição de antibióticos e identificar metas para melhoria da qualidade, considerando o seguinte:

  1. O que é um PPS?
  2. Qual é o conjunto de dados essenciais recomendado?
  3. Quais são os princípios-chave para a realização de um PPS.

Na ausência de prescrição eletrônica em hospitais, as Pesquisas de Ponto Prevalência (PPS) são usadas para auditar a qualidade da prescrição antimicrobiana. O uso repetido de PPS foi auditado a nível europeu e nacional para mapear tendências ao longo do tempo em relação a medidas de qualidade como % de pacientes recebendo antibióticos, % de antibióticos intravenosos, % de conformidade com políticas locais de antibióticos e identificar prioridades locais e nacionais para melhoria.

Idealmente, um PPS é um retrato de um único dia em todo o hospital ao coletar informações sobre pacientes prescritos com antibióticos. No entanto, isso raramente é prático, então normalmente o PPS será realizado durante um período de uma ou duas semanas para permitir que a equipe colete dados com tempo suficiente para visitar todas as alas. Grandes PPS nacionais geralmente têm uma janela de um ou dois meses para os hospitais participantes coletarem e enviarem dados.

Para um PPS, usamos uma ferramenta de coleta de dados padrão que pode ser eletrônica ou em papel e os dados coletados são então analisados ​​por meio de um sistema de banco de dados on-line ou manualmente usando uma planilha do Excel.

Os dados do PPS podem ser úteis para o feedback dentro das organizações nacionais para informar as políticas, enquanto os resultados das pesquisas locais podem ser informados aos gerentes e clínicos. As ferramentas de auditoria usadas nesses PPS também podem ser utilizadas para realizar auditorias sob medida, com foco em alas específicas ou antibióticos específicos para apoiar a atividade de melhoria.

O Programa de Vigilância Europeia do Consumo de Antimicrobianos realizou várias Pesquisas de Ponto Prevalência em toda a Europa.

A BSAC está atualmente desenvolvendo uma nova ferramenta para apoiar o PPS (no Reino Unido) com o mesmo conjunto de dados que o programa europeu. A tabela abaixo mostra os dados que serão incluídos na ferramenta para cada paciente:

Elemento de dados Opções de dados
Nome da droga De lista filtrada de medicamentos da OMS
Rota Parenteral, Oral, Retal, Inalação
Dose unitária Gramas ou MU, com três casas decimais
Frequência de dosagem 1-12 por dia, a cada (18, 36,48) horas, duas vezes por semana, três vezes por semana, infusão contínua
Indicação Lista codificada de indicações
Grupo de indicação Grupo de indicação
Profilaxia Cirúrgico, médico
Diagnóstico Lista codificada de diagnósticos
Dia da terapia 1-28,29 +, Longo Prazo, Desconhecido
A data de revisão / parada é y / n / desconhecido
Reason in notes y / n / desconhecido
Cumpre com a orientação (local) y / n / desconhecido
Indicação da data de início DD / MM / AA (a data em que o primeiro antimicrobiano foi prescrito para indicação)

Isso pode parecer uma grande tarefa para coletar esse conjunto de dados para todos os pacientes com antibióticos, mas vários estudos de vários países mostraram que, em média, um terço dos pacientes em uma enfermaria recebe um antibiótico em um determinado dia.

Então, isso significa que, para uma enfermaria de 30 leitos, haverá dez pacientes recebendo um antibiótico. Fatores importantes a considerar ao planejar um PPS são:

  • Tempo suficiente para planejar visitar todas as alas
  • Treinamento para todos os coletores de dados para garantir uma abordagem padrão.
  • Comunicação ao pessoal clínico de que o PPS está ocorrendo e como eles podem ajudar a disponibilizar prontuários e notas médicas.
  • Tempo dedicado para os coletores de dados visitarem todas as alas - outras tarefas podem ter que ser suspensas durante o PPS.
  • Um plano para análise e feedback dos dados para a equipe clínica, gerentes etc.

Se você não tiver participado de um PPS, talvez seja útil tentar coletar alguns dados de um paciente para ver como isso é feito ou, talvez, de todos os pacientes que receberam um antibiótico em sua enfermaria.

Você pode usar essa ferramenta de dados simplificada abaixo (disponível para download como arquivo PDF na parte inferior deste artigo).

ID do paciente  
Nome da droga  
Rota  
Dose unitária  
Frequência de dosagem  
Indicação  
Cumpre com a orientação (local)  

Você poderia conduzir um PPS no seu local? Poste seus comentários sobre como você faria isso e discuta com outros alunos.

Share this article:

This article is from the free online course:

Stewardship de Antimicrobianos: Gerenciamento da Resistência Antimicrobiana

University of Dundee