Skip main navigation

Implementação de novos testes diagnósticos

Discussion
Computer keyboard with the word
© UoD e BSAC

Anteriormente, você assistiu a um vídeo com Dr. Paño e Dr. García discutindo o momento do diagnóstico microbiológico em relação ao caso de Bill.

Eles apontaram a importância de otimizar a amostra microbiológica, o transporte e o processamento, bem como a comunicação entre o clínico e o microbiologista.

O ganho de testes diagnósticos “novos” é bastante variável; não apenas devido às propriedades intrínsecas do teste, mas também devido a circunstâncias externas, como o cenário epidemiológico, as capacidades e a disponibilidade do Laboratório de Microbiologia e do ambiente clínico onde as informações fornecidas pelo teste serão aplicadas.

Assim, novos testes diagnósticos devem ser cuidadosamente selecionados e implementados como sugerido na tabela abaixo (com base na leitura recomendada por Bauer et al, que você pode acessar na seção veja mais na parte inferior desta página):

Uma tabela composta por três colunas: pré-implementação; Implementação e pós-implementação. Na primeira coluna, o conselho é identificar os novos testes diagnósticos mais úteis, baseados nas prioridades institucionais, para melhorar a prescrição de antimicrobianos, o patógeno hospitalar e o mecanismo de prevalência de resistência e a integração com o fluxo de trabalho do laboratório de Microbiologia. Também avaliar o processo e custo da condição, o novo teste deve contribuir para melhorar o tempo para a terapia eficaz; utilizar o pessoal do sistema de informática para extrair o custo dos dados de mortalidade do código CID-9; obter tempo para consulta do especialista em infectologia e readmissão em 30 dias. Para implementação, selecione o teste porque ele garante a comunicação dos novos resultados dos testes de diagnóstico, do microbiologista ao médico e à equipe de stewardship de antimicrobianos, para educar a equipe médica e registrar as intervenções e a taxa de aceitação. Os testes pós-implementação devem registrar o tempo para uma terapia eficaz; tempo para descontinuação ou escalação; cultura de sangue negativa documentada antes da alta hospitalar; Readmissão em 30 dias e Mortalidade

© UoD e BSAC
This article is from the free online

Stewardship de Antimicrobianos: Gerenciamento da Resistência Antimicrobiana

Created by
FutureLearn - Learning For Life

Our purpose is to transform access to education.

We offer a diverse selection of courses from leading universities and cultural institutions from around the world. These are delivered one step at a time, and are accessible on mobile, tablet and desktop, so you can fit learning around your life.

We believe learning should be an enjoyable, social experience, so our courses offer the opportunity to discuss what you’re learning with others as you go, helping you make fresh discoveries and form new ideas.
You can unlock new opportunities with unlimited access to hundreds of online short courses for a year by subscribing to our Unlimited package. Build your knowledge with top universities and organisations.

Learn more about how FutureLearn is transforming access to education