Skip main navigation

México e seu RCLE, onde as compensações são permitidas para conformidade

Foco do G20 no México
O mercado de carbono é um pilar muito importante no contexto mexicano para apoiar o alcance de suas metas climáticas nacionais. México, em seu Plano Nacional de Desenvolvimento 2020-2024 (e NDC [1], 2020 [2]) se compromete a reduzir incondicionalmente 22% das emissões de GEE e 51% das emissões de carbono negro até 2030 em comparação com o cenário atual (BAU). Além disso, o México se compromete condicionalmente a reduzir até 36% das emissões de GEE e até 70% das emissões de carbono negro até 2030 em comparação com o cenário BAU. [3]

O México está atualmente implementando seu programa de teste do Sistema de Comércio de Emissões (ETS) liderado pela SEMARNAT (Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Naturais) com o apoio da GIZ México. O programa de testes é dividido nas seguintes fases:

  • Fase piloto: de 1 de janeiro de 2020 a 31 de dezembro de 2021.
  • Fase de transição: de 1 de janeiro de 2022 a 31 de dezembro de 2022.
  • Fase operacional: a partir de 2023.

A fase piloto abrangeu as emissões diretas de CO2 de entidades dos setores de energia e indústria gerando pelo menos 100.000 tCO2 por ano. Cerca de 300 entidades foram abrangidas pela fase piloto, correspondendo a cerca de 40% das emissões nacionais. Isso torna o México o primeiro país da América Latina a ter um ETS em operação. [4]

O Ministério do Meio Ambiente e Recursos Naturais está em processo de estabelecer um programa doméstico de compensação, pois o México contempla compensações como um mecanismo de conformidade dentro do ETS mexicano, onde 10% do total de emissões pode ser compensado por meio de compensações [5] – o EU ETS, por exemplo, não permite tal compensação. Mais especificamente, o México está avaliando os diferentes protocolos de compensação existentes, inicialmente em quatro setores: agricultura, pecuária, transporte não motorizado – uso de bicicletas nas cidades – e protocolos florestais.

Além disso, a SEMARNAT está preparando um registro para resultados de mitigação de fontes voluntárias e reguladas (´´segunda filial´´ do Registro Nacional de Emissões, RENE). As regras de elegibilidade para uso de compensações no ETS estão sendo desenvolvidas com base em um mapeamento de atividades e projetos que poderão ser utilizados para esse fim. [6] O México está muito interessado em aprofundar as medidas de mitigação com impacto social – medidas de mitigação que abordam soluções baseadas na natureza e sinergias entre estratégias de mitigação e adaptação, incluindo adaptação baseada em comunidades, adaptação baseada em ecossistemas e adaptação baseada na redução de riscos climáticos. [7]

Referências

  1. Nationally Determined Contributions
  2. https://www4.unfccc.int/sites/ndcstaging/PublishedDocuments/Mexico%20First/NDC-Eng-Dec30.pdf
  3. Data shared by SEMARNAT during Executive Dialogues on International Carbon Markets (2 March – 21 April 2021)
  4. https://icapcarbonaction.com/en/?option=com_attach&task=download&id=723
  5. Data shared by SEMARNAT during Executive Dialogues on International Carbon Markets (2 March – 21 April 2021)
  6. https://icapcarbonaction.com/en/?option=com_attach&task=download&id=723
  7. Data shared by SEMARNAT during Executive Dialogues on International Carbon Markets (2 March – 21 April 2021)
This article is from the free online

Mercados de Carbono: Lições Europeias para Ação Climática Transnacional

Created by
FutureLearn - Learning For Life

Our purpose is to transform access to education.

We offer a diverse selection of courses from leading universities and cultural institutions from around the world. These are delivered one step at a time, and are accessible on mobile, tablet and desktop, so you can fit learning around your life.

We believe learning should be an enjoyable, social experience, so our courses offer the opportunity to discuss what you’re learning with others as you go, helping you make fresh discoveries and form new ideas.
You can unlock new opportunities with unlimited access to hundreds of online short courses for a year by subscribing to our Unlimited package. Build your knowledge with top universities and organisations.

Learn more about how FutureLearn is transforming access to education